Geopolítica da Biodiversidade

Os slides desta aula estão nesse link

Como a biodiversidade entrou na agenda?

Desdo os anos 1980 a perda da biodiversidade se soma a outros problemas ambientais como a poluição, desmatamento e mudanças climáticas. A biologia da conservação alertou para as taxas de extinção de espécies, provavelmente as maiores já experimentadas pela biota da Terra. Outro aspecto importante foi a constatação de que a biodiversidade se traduz também numa questão estratégica tecnológica. A biodviersiade é base tecnológica e material de muitas economias e povos ao redor do mundo. Portanto, brevemente, a biodiversidade foi alçada à condição de recurso natural e então, passou a compor o discurso dos interesses nacionais e acordos comerciais.

Convevções sobre o meio-ambiente

Estocolmo 1972

A delegação Sueca da ONU emplacou a realização da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano (em inglês United Nations Conference on the Human Environment). A construção dessa conferência não foi fácil pois em plena guerra fria, houve um boicote geral do bloco do leste e uma desconfiança gereneralizada por parte dos países do Sul Global, recém lbertados do neocolonialismo e exergando na questão ambiental uma ameaça ao seu desenvolvimento. O diálogo possível à época fp oconstruído em torno das ameaças à existência humana, exaustão de recursos naturais e a noção de que o crescimento econômico precisva ser regulado para evitar danos ao meio ambiente. No final, a declaração produzida traz um avanço importante: A noção de que TODOS temos direito a um ambiente de qualidade, onde possamos viver com dignidade. Isso está escrito na Declaração de Estocolmo

Rio 1992

Vinte anos após Estocolmo, o Brasil sedia a segunda conferência da ONU sobre o meio-ambiente, a Rio 92 ou Eco 92. Difernte da primeira que não contou com praticamente nenhum chefe de estado, a segunda conferência sobre o meio ambiente contou com centenas de chefes de estado. Após duas décadas, a questão da desigualdade entre nações ficou patente e as negociações giram em torno de que os países ricos precisavam financiar a conservação enquanto permitiam que ao mesmo tempo os países pobres se desenvolvessem minimamente através de um modelo sustentável. Seu principal documento foi a Agenda 21 e de origem outras importantes conveções como a da Biodiversidade, Mudanças Climáticas e Desertificação. Um ponto importante foi a participação das ONGs nessa conferência, inaigurando um modelo de conferências paralelas e preparatórias que incluem a sociedade civil.

Rio 2012 ou Rio+20

Duas décadas após o “Earth Summit” os estados membros passam a desenvolver melhor a ideia de uma agenda global e lança os Objetivos do Desenvolvimento Sustantável, aprofundando a agenda ambiental global.

Convenção da Diversidade Biológica - CDB

Essa é a conferência que trata especificamente das questões relacionadas à biodiversidade. O Basil presidou a CDB de 2012 a 2016 e foi durante essa época que o Brasil tinha maior protagonismo geopolítico nas questões de conservação. A CDB passou a publicar o Global Biodiversity Outlook, que monitora os avanços e retrocessos específicos acerca das metas de Aichi.

Exercício

  • Agora, entendendo um pouco sobre a Geopolítica da Biodiversidade, tenten entender em que contexto se encontra o problema ambiental que você escolheu na aula passada. Pense nas metas de Aichi, nos ODS e tente avaliar seu problema sob a luz desses referenciais geopolíticos.